Dicas

                                                                         COMO FAZER SEU ELIXIR DE CRISTAIS


                                                                                             


Cada elixir  assume as propriedades das pedras que o compõe, atuando no físico, psíquico e energético, melhorando a qualidade e a quantidade de energia vital.

O elixir de cristal pode ser ingerido desde que sejam utilizadas pedras roladas, para que não deixem resíduo não água. É muito importante saber se a pedra tem toxidade; neste o caso, o elixir deverá ser feito de forma indireta.
ELIXIR DE FORMA DIRETA
 1 - Higienização
Primeiramente as pedras e cristais devem ficar permanecer em água e vinagre e depois lavadas com sabão neutro e bastante água. Pode ser utilizada uma esponja macia. Esse processo deve ser realizado, para eliminar substâncias químicas utilizadas no processo de extração do mineral, bem como germens e bactérias.
2 - Limpeza remove energias indesejáveis e restaura  o estado original do cristal. Duração: mínimo de 2h.
Água: Deixar o cristal  mergulhado em água. Alguns cristais não podem ficar na água. Não use sal,pois danifica o cristal.
Selenita: Este é o método mais seguro. Deixar o cristal próximo a uma selenita.
3 - Energização ativa o poder intrínseco de cada pedra. Duração: mínimo de 2h
Sol: Deixe o seu cristal  ao  ar livre ou no parapeito de uma janela.
Lua: Deixe o seu cristal ao ar livre exposto ao luar.
4 - Fazendo seu Elixir Coloque as pedras em uma jarra de vidro com água filtrada e mergulhe os cristais deixando em repouso em repouso por um período mínimo de 4 horas . Agora é só beber!!!
200grs de pedras são suficientes para energizar até 2 litros de água.
ELIXIR DE FORMA INDIRETA
1 - Higienização
Não é obrigatória, já que a pedra não terá contato direto com a água
2 - Limpeza remove energias indesejáveis e restaura  o estado original do cristal. Duração: mínimo de 2h.
ÁguaDeixar o cristal  mergulhado em água. Alguns cristais não podem ficar na água. Não use sal,pois danifica o cristal.
Selenita: Este é o método mais seguro. Deixar o cristal próximo a uma selenita.
3 - Energização ativa o poder intrínseco de cada pedra. Duração: mínimo de 2h
Sol: Deixe o seu cristal  ao  ar livre ou no parapeito de uma janela.
Lua: Deixe o seu cristal ao ar livre exposto ao luar.
4 - Fazendo seu Elixir Coloque as pedras em um recipiente de vidro(é condutor de energia), e posteriormente, coloque esse recipiente em um outro, de forma que a água não tenha contato direto com as pedras. A energia migrára para água por indução
200grs de pedras são suficientes para energizar até 2 litros de água.

                                                       

ESTAS PEDRAS E CRISTAIS, SOMENTE PODEM SER UTILIZADAS PARA ELIXIR QUANDO SE UTILIZAR A FORMA INDIRETA DE CONFECÇÃO. NÃO PODEM SER COLOCADOS DIRETAMENTE NA ÁGUA!!!!
 
(Fonte Wemystic - Esta lista não contém todas as pedras existentes, na dúvida faça o elixir de forma indireta)
Alexandrita Contém traços de alumínio, não sendo recomendado seu uso para produção de elixires.

Amazonita  Contém traços de cobre, portanto, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Ambligonita  
Contém traços de alumínio, sendo assim, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Andaluzita  Pedra Cruz 
Contem traços de alumínio, sendo assim, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Atacamita 
É composta por hidróxido de cloro e cobre, sendo o último tóxico. Não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Azurita  
Contém traços de cobre, o que a torna não recomendada para produção de elixires.
Grupo do Berilo (Água Marinha, Goshenita, Esmeralda, Morganita) 
 Abrange mais de uma composição mineral, e todas elas contêm traços de alumínio, além de serem variedades do Berilo. Sendo assim, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Brasilianita 
Consiste num fosfato básico de sódio e alumínio, não sendo recomendado o seu uso para produção de elixires. Mas atenção, isso se aplica mais a sua forma bruta.
Brochantita   
Contem o hidrosulfato de cobre, algo muito comum, mas que lhe confere certo grau de toxidade, por esse motivo não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Pedra
 Boji (Pedras Kansas, Boji Stone ou Pop Rocks) Quando falamos nas Boji Stones, estamos falando em uma composição mineral rica em enxofre, pirita e/ou Marcassita. Graças a isso, além da toxidade dos materiais, essa gema também apresenta o risco de incêndio e deve ser manuseada com muito cuidado.
Cianita  
Contém alumínio em sua composição. Não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Crisoberilo (Olho de Gato) 
 Contém alumínio em sua composição, não sendo recomendado seu uso para produção de elixires.
Crisocola 
Contém uma espécie de cobre que, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Cobre:  
Como o próprio nome diz, é formado majoritariamente por cobre, e não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Enxofre 
Como o próprio nome já denuncia, é rica no elemento enxofre e, portanto, está fora de cogitação utiliza-la na produção de elixires, visto que este é um elemento tóxico se ingerido

Esmeralda Contém traços de alumínio, sendo assim, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Epídoto 
Contém traços de alumínio, não sendo recomendado seu uso para produção de elixires. 
Espinela  
Contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Espodumênio 
 É a principal fonte do metal lítio e tem como uma de suas variações a Kunzita. No entanto sua composição também contém silicato de alumínio e não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Estaurolita  -- Pedra Cruz 
Contém alumínio, também possui certa quantidade de ferro em sua composição, de modo que não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Estilbita 
Contém silicato hidratado de alumínio em sua composição, assim não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Galena  
Contém quantidades bem elevadas de chumbo, uma substância muito tóxica para o ser humano. É possível manuseá-la com certa tranquilidade, mas não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Granada
Contêm alumínio em sua composição. Não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Gema Sílica  Esta é rica em cobre tóxico, portanto é possível manuseá-la com certa tranquilidade, mas não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Halita (Sal) 
A impossibilidade de se usar a Halita para produção de elixires é bem óbvia, já que ela consiste em sal de rocha e se dissolve na água.

Hematita  é limitada para produção de elixires, pois enferruja e libera certas substâncias indesejadas quando exposta por longos períodos a água.
Iolita  
Contém baixas concentrações de alumínio em sua composição. Não é recomendado seu uso contínuo para produção de elixires.
Jadeída  
Raro e valioso tipo de Jade, a Jadeíta contém tanto alumínio como ferro em sua composição, não é recomendado seu uso para produção de elixires
Jaspe Dálmata  
Contém alumínio em sua composição, não sendo recomendado seu uso para produção de elixires.

Labradorita  Contém alumínio em sua composição, não sendo recomendado seu uso para produção de elixires.

Lápis Lázuli   apesar de muito usada em ornamentos, pode conter traços significativos de enxofre e possíveis inclusões de Pirita, tornando essa uma gema venenosa para uso em elixires.
Lazurita 
Contém alumínio em sua composição, portanto não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Lepidolita 
Contém alumínio em sua composição. Mais uma vez, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Magnetita 
Contem muito ferro e pode enferrujar. Ela não deve ser utilizada para produção de elixires e nem ser exposta a água carregada.
Malaquita
Contém uma espécie de cobre tóxico em sua composição, então não é recomendado seu uso para produção de elixires Mica Contém alumínio em sua composição, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Morganita 
Contém alumínio em sua composição  e não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Moscovita 
Contém alumínio em sua composição  e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Pedra da Lua Contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Pedra do Sol Contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Prehnita 
Contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Pirita em si não necessariamente faz mal ao ser humano, a questão é que ela frequentemente pode ser confundida com a Marcassita, já que ambas possuem a mesma fórmula química. Também conhecida como ouro-de-tolo, seu uso já foi dado a manufatura de ácido sulfúrico na produção de papel, e em sua composição pode ocorrer arsênio.

Rubi Contém alumínio em sua composição e assim, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Safira 
Contém alumínio em sua composição e, mais uma vez, não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Selenita
 muito popular, pode ser manuseada com tranquilidade. No entanto, pela possibilidade de liberar pequenos fragmentos quando em contato com a água, não é recomendado seu uso para produção de elixires. 

Serpentenita Contém amianto, com o alto de grau de toxidade dessa substância. Não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Sodalita contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Olho de Tigre em sua forma fibrosa, contém amianto. Como essa é uma substância com alto grau de toxidade, não é recomendado seu uso para produção de elixires,
Tanzanita contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.
Topázio Contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Turmalina contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Turquesa contém  alumínio com o cobre. Ambos podem ser tóxicos se ingeridos, o que impede a produção de elixires. Unakita Contém alumínio em sua composição , o que eu por si só já excluiria essa gema da produção de elixires. No entanto, ela ainda pode reservar outra surpresa, já que algumas delas podem conter zircônio (radioativos).

Vanadinita Contém o venenoso vanádio, sendo comporta por clorovanadato de chumbo. Isso a faz automaticamente ser excluída da sua lista de produção de elixires.
Zirconita Como o próprio nome já denuncia, a Zirconita possui zircônio, radioativo em grandes concentrações. Por motivos óbvios, não é recomendado seu uso para produção de elixires durante longos períodos.
Zoisita Contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.